COLUNAS



QUE SEJA DOCE

com


Mara Lígia Monteiro


Avatar Mara Lígia Monteiro
Seja bem vindo Fevereiro, e que venha cheio de esperança.



 
Esse amado mês, que começa com a mesma letra tão comum a palavras positivas (como fortuna, fartura, felicidade e fé...), para muitos é um dos melhores meses do ano. Eu me encontro nesse grupo extenso e abençoado.

Em fevereiro fiz a minha genitora se tornar “mãe de menina”, a primeira filha mulher, recebida com alegria e zelo. Em fevereiro ganhei um irmão, que traz consigo uma veia cômica e inteligência aguçada comum aos humoristas, e que desde sempre me arrancou muitas gargalhadas, dessas de encher os olhos de lágrimas, com um riso de puro deleite e de doer a barriga.

Há, e sim.... em fevereiro fui imensamente abençoada, ganhei de mimo do nosso bom Deus um presente de valor inestimável, um anjo em forma de gente, um amigo, um companheiro, um porto tão e tão seguro. Nesse esplêndido mês fui genitora de um filho homem, me tornei “mãe de menino”. Já havia experimentado as bênçãos da maternidade, tinha uma menina que ao nascer descortinou para mim a razão dessa atual existência: Ser Mãe.

E para alegria geral, em fevereiro comumente comemoramos o nosso carnaval, uma festa por assim dizer pagã, mas que enche de alegria e cores ruas, avenidas, cidades. Que leva o povo aos cordões para cantar e a bailar, e por um momento de fato esquecemos as preocupações que assolam a nossa existência.

Esse ano, ainda sob as limitações imposta por essa realidade que nos segregou dentro de nossas casas e longe dos nossos queridos amigos e familiares, não teremos nosso tradicional Carnaval. Ele será adiado, à espera de uma maior segurança para sua realização. Vamos aguardar ansiosos, por segurança, por cura, pelo fim desse mal que tanta tristeza e pavor trouxe a todos nós.

E logo mais, com fé em Deus, estaremos juntos a bailar nas ruas, avenidas, cidades, nos nossos quintais, nas nossas calçadas. Espalhando toda a alegria e boas energias que fertiliza o solo do nosso viver.

Dessa vez deixo uma receita salgada, cheia de nutrientes, para termos energia seja para a folia ou para as lutas e provações que por ventura possam a nos chegar.
 
Receita de Caldo de Kenga
 
Ingredientes
 
  • 1/2 kg de mandioca
  • 1/2 kg de cenoura
  • 1/2 kg de mandioquinha
  • 1 peito de frango cozido e desfiado
  • 3 colheres de bacon picado e frito
  • 3 colheres de cheiro verde picado
  • 2 cebolas picadas
  • 5 dentes de alho amassados
  • 1 copo de requeijão cremoso
  • 6 colheres de (sopa) de manteiga
  • 2 latas de creme de leite
  • Sal, pimenta e orégano a gosto
 
Modo de fazer

Em uma panela doure o alho e acrescente a mandioca, a mandioquinha e a cenoura e deixe cozinhar;

Quando estiverem cozidas leve-as ao liquidificador com a água do molho e bata até que se forme uma pasta;

Em uma panela derreta a manteiga e doure a cebola, coloque o frango desfiado e os demais ingredientes inclusive o creme do liquidificador até que se forme um creme bem consistente e sirva.

Ouse, faça substituições.

A mandioquinha por mandioca, batata doce (adoro). O frango por carne de sol assada no forno ou na grelha desfiada manualmente ou como costumo fazer no liquidificador, e:
 
Bom Apetite!!!!!

Sobre Mara Lígia Monteiro

Enfermeira e Cozinheira por paixão


Sobre a Coluna

Que seja doce

Em um momento tão difícil como esse em que vivemos a nossa coluna buscará abordar o alimento do corpo, o alimento da alma, buscando o que seja doce, o momento de leitura.


COMENTÁRIOS