PIAUÍ

Confiras as novas medidas restritivas para o período entre esta quinta-feira e domingo




Foto: Reprodução/Facebook

O governador Wellington Dias anunciou, nesta terça-feira (30), as medidas restritivas para o período entre esta quinta-feira (2) e domingo (5), aprovadas em reunião com o Comitê Ampliado de Operações Emergenciais contra a Covid-19, que prevê a suspensão das atividades consideradas essenciais.


Enquanto, anteriormente, as restrições mais rígidas eram aplicadas às sextas, sábados e domingos, nesta semana, elas terão início na quinta-feira. Desta forma, o que valia somente para a sexta-feira, passa a valer também para a quinta, e o que valia apenas para o domingo, agora vale para sábado e domingo, de acordo com o novo decreto estadual.


Isso significa que, na quinta-feira e sexta-feira, funcionarão os serviços considerados essenciais, como supermercados, farmácias, drogarias, padarias, serviços de saúde, delivery e postos de combustível. Os órgãos públicos terão ponto facultativo.


No sábado e domingo, funcionarão apenas farmácias e drogarias, delivery exclusivamente para alimentação; borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados em rodovias; atividades agrícolas e agroindustriais e estabelecimentos que funcionem operando forno.


Retomada


O esforço, em conjunto com os municípios, antecede a retomada de parte das atividades econômicas na capital piauiense, prevista para o dia 6 de julho. Inicialmente, deve ser liberado o setor da construção civil, cumprindo os protocolos estabelecidos no Pacto Para Retomada Organizada (Pro Piauí), seguindo um cronograma de quatro etapas.


Wellington Dias ressaltou o rigor na fiscalização para que o processo seja organizado. “O que queremos é evitar a saída desorganizada. Por isso, adotamos novamente medidas de redução das atividades em funcionamento iniciando na quinta-feira e finalizando no domingo. Queremos alcançar um bom índice de isolamento nesse período e terá fiscalização do cumprimento desse regramento”, disse.


A restrição maior, de quatro dias, visa quebrar a cadeia de transmissão do vírus. “Se temos pessoas com coronavírus em fase de transmissibilidade, em um período de transmissão de seis ou sete dias, conseguiremos cortar quatro deles. Reduzimos a quantidade de pessoas com coronavírus, com chance de reduzir a ocupação de leitos, buscando condições de ter mais gente saindo de alta hospitalar do que entrando”, avaliou Dias.


Dias destacou ainda que as empresas dos setores a serem liberados deverão se adequar aos protocolos específicos até o dia 6 de julho para que possam começar a funcionar, a partir desse dia.


O chefe do executivo estadual se baseou nos números atingidos no último final de semana para ressaltar a importância da medida. No sábado (27), o índice de isolamento no Piauí foi de 44,8%, quase seis pontos percentuais a mais do que registrado no sábado anterior, dia 20. Já no domingo (28), o índice subiu para 50,5%, contra 48,6% do domingo dia 21. Teresina também melhorou o índice, ficando em segundo lugar no Brasil, entre as capitais, com 50,2% no sábado e em terceiro, com 56,20% no domingo.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM